“A reação de alguns artistas é um grito histérico de uma militância sindical arrogante”, detona Secretário de Fomento à Cultura (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Alguns artistas têm atacado Bolsonaro com veemência e derramado ‘lágrimas de sangue’ porque as torneiras do dinheiro público fecharam.

Para André Porciúncula, Secretário Nacional de Incentivo e Fomento à Cultura, a verdade é que o governo federal está tirando a cultura do palanque político e devolvendo para as pequenas comunidades, para os pequenos artistas:

“A reação dessas pessoas nada mais é do que um grito histérico de uma pequena militância sindical arrogante. Eles perderam o domínio dos mecanismos públicos de fomento à cultura que financiava o movimento revolucionário e que não tinha nada de cultura, nada de artístico, nada de cultural. Eles estão agora reagindo a esta depolitização da cultura”, explicou, em entrevista à TV JCO.

Porciúncula revelou ainda que 10% das empresas ficavam com 78% do financiamento público, o que configura uma superconcentração de renda:

“O processo de análise ainda vai demorar bastante porque a gente encontrou uma pilha de projetos sem auditar. Para vocês terem uma ideia do volume, eram mais de 5 milhões de páginas, era tudo físico em papel, e a gente agora começou a fazer uma força-tarefa para digitalizar estas páginas, fazer a aplicação de algumas ferramentas de tecnologia para realizar uma busca mais refinada. O fato é que muita coisa já está sendo descoberta.
O primeiro dado que chamou muita atenção é que desse passivo aí que representa 13 bilhões de reais, 10% das grandes empresas ficavam com quase 78% de todo o financiamento, mostrando uma superconcentração de renda. Além disso, percebemos que essas grandes empresas tinham um hábito de não fazer uma boa prestação de contas”, contou.

Artistas passam vergonha com clipe que pede impeachment de Bolsonaro

A cantora Nathalia Oliveira, que também participou do debate, comentou sobre o clipe musical que artistas militantes fizeram, pedindo o impeachment do presidente Bolsonaro:

“Percebemos nitidamente que eles estavam mal-acostumados com muitas benesses vindas do governo. Eu assisti ao clipe e já até deixei meu dislike, que é inclusive maioria no clipe. Eu esperava muito mais do Zeca Baleiro e companhia. Eles eram muito bons a princípio, eram patrocinados, sem que o povo soubesse, sempre na obscuridade da Lei Rouanet, que gera muita discussão e dúvidas", completou.

Confira:

O Jornal da Cidade Online é hoje uma voz em defesa da nossa pátria.

Por isso somos atacados por grupos anônimos e pela grande mídia perversa que quer o monopólio da informação e da opinião.

Estamos sobrevivendo, mas precisamos da ajuda de nosso leitor.

Faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar