Além do marido, Gleisi agora tem o próprio advogado preso

O advogado da senadora Gleisi Hoffmann, Guilherme de Salles Gonçalves, um dos alvos da Operação Custo Brasil, se entregou neste domingo (26) à Polícia Federal, em São Paulo.


O advogado está preso preventivamente por suposto envolvimento em irregularidades no Ministério do Planejamento.

A senadora, possivelmente, só escapou em função de seu foro privilegiado (veja aqui)

Guilherme Gonçalves atuou em duas campanhas políticas de Gleisi tendo recebido mais de R$ 7 milhões num período de cinco anos, oriundos de um criminoso esquema que realizava descontos indevidos diretamente no holerite do servidor público que por ventura realizasse empréstimo consignado. 

Uma engenhosa fórmula idealizada para a obtenção de dinheiro ilicitamente, lesando o trabalhador, o que sem dúvida, se constitui na maior traição do PT em toda a sua história (veja aqui).

O esquema teria desviado R$ 100 milhões, que eram divididos entre vários participantes da bandalheira, cabendo uma boa parte ao Diretório Nacional do PT.

De acordo com o MPF, o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto é quem decidia as porcentagens que cada um deveria receber.

A parte que cabia ao ministro Paulo Bernardo, de acordo com o MPF, era direcionada ao escritório do advogado de Gleisi.

da Redação

da Redação

Comentários

Mais em Direito e Justiça