Lula, Gleisi, Wagner Moura e Chico Buarque assinam carta aberta à Biden, em defesa da ditadura cubana

Ler na área do assinante

Uma carta aberta em defesa da ditadura de Cuba, destinada ao presidente dos Estados Unidos da América, Joe Biden, foi assinada por mais de 440 pessoas do mundo todo.

Entre os nomes brasileiros que criticam a postura do Estados Unidos em relação à Cuba, estão militantes de esquerda como o cantor Chico Buarque, o ator Wagner Moura, a deputada federal Gleisi Hoffmann e o ex-presidente Lula.

A carta, que é um manifesto de ativistas, políticos, artistas e intelectuais de diferentes países, pede o fim dos embargos econômicos impostos pelos Estados Unidos à Cuba, e defende a ditadura comunista cubana.

O manifesto foi publicado após Biden propor uma nova rodada de sanções que tem, como alvos principais, o ministro cubano Alvaro Lopez Miera e uma unidade de segurança do Ministério do Interior.

O governo estadunidense afirma que as novas sanções seriam uma resposta às violações dos direitos humanos ocorridas durante as manifestações de 11 de julho, quando o povo cubano foi às ruas protestar contra a escassez de alimentos e remédios no país.

A carta aberta foi idealizada e promovida por três organizações norte-americanas: People’s Forum, Answer Coalition e CodePink.

O Jornal da Cidade Online é hoje uma voz em defesa da nossa pátria.

Por isso somos atacados por grupos anônimos e pela grande mídia perversa que quer o monopólio da informação e da opinião.

Estamos sobrevivendo, mas precisamos da ajuda de nosso leitor.

Faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar