De marqueteiro a faxineiro, João Santana trabalha para diminuir pena

O comportamento do marqueteiro João Santana na condição de presidiário, tem sido bastante elogiado pela direção do Complexo Penal em que está detido.


Mesmo ainda sem condenação, Santana está trabalhando todos os dias com vistas a diminuir eventual pena a qual será condenado.

O outrora homem poderoso, que comandou inúmeras campanhas vitoriosas do PT, é um dos faxineiros da cadeia.

Por outro lado, Santana, que ainda reluta em fazer delação premiada, vê sua situação processual cada vez mais complicada, em razão dos fortes indícios de cometimento dos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

Mônica Moura, mulher e sócia de Santana, disposta a sair o quanto antes da prisão, já está fazendo delação premiada e admitiu em um de seus depoimentos a existência de caixa dois na campanha de Dilma Rousseff.

Está na hora do marqueteiro, agora faxineiro, colaborar com a faxina que a Lava Jato está fazendo na país.

da Redação

da Redação

Comentários

Mais em Direito e Justiça