Os "culpados" pelo preço do gás... "Poderia ser vendido a R$ 60", revela Bolsonaro (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Na última segunda-feira (26), o presidente Jair Bolsonaro voltou a defender a redução do preço do gás de cozinha.

Em entrevista à rádio Arapuan, da Paraíba, Bolsonaro falou sobre os motivos do preço elevado do gás de cozinha, entre eles, os tributos estaduais:

“Poderia ser vendido a R$ 60, R$ 70, no máximo. Depende de o governador colaborar nesse sentido”, afirmou ele.
“O preço médio de um botijão de 13 quilos lá onde ele é engarrafado é R$ 45. Imposto federal: zero. Então chega a 100, 110 como?
Basicamente, é o ICMS, mais o preço do transporte e a margem de lucro”.

Bolsonaro afirmou que não aceitará qualquer aumento de impostos no texto final da reforma tributária e que o Congresso seria o responsável por eventuais medidas de expansão da cobrança de impostos, que não serão admitidas pelo governo federal:

“O que eu já falei: nós não vamos admitir aumento de carga tributária. Se aumentar alguma coisa, eu veto aquilo que começou comigo mesmo”, disparou ele.

Confira:

O Jornal da Cidade Online é hoje uma voz em defesa da nossa pátria.

Por isso somos atacados por grupos anônimos e pela grande mídia perversa que quer o monopólio da informação e da opinião.

Estamos sobrevivendo, mas precisamos da ajuda de nosso leitor.

Faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar