CGU descarta sobrepreço na Covaxin e derruba mais uma narrativa da esquerda

Ler na área do assinante

A Controladoria Geral da União concluiu que não houve o sobrepreço na negociação que levaria à compra da vacina indiana Covaxin.

Produzido pela Bharat Biotech, o antídoto estava em processo de negociação com o ministério da Saúde, mas a compra foi cancelada, após denúncia, sem provas, de que haveria irregularidades nas documentações, pelos irmãos Luís Miranda, deputado federal, e Luís Ricardo Miranda, servidor do ministério.

A acusação dos Miranda foi levada à CPI da Pandemia, em curso no senado federal, e tem sido objeto de narrativas e ataques ao governo Bolsonaro.

A CGU, entretanto, acaba de desmascarar mais uma farsa!

Veja o vídeo:

O Jornal da Cidade Online é hoje uma voz em defesa da nossa pátria.

Por isso somos atacados por grupos anônimos e pela grande mídia perversa que quer o monopólio da informação e da opinião.

Estamos sobrevivendo, mas precisamos da ajuda de nosso leitor.

Faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar