URGENTE: STF "paga pra ver" e ministro chama Bolsonaro de "moleque"

Ler na área do assinante

Após as declarações do presidente Jair Bolsonaro apontando supostos indícios de fraudes nas urnas eletrônicas, os integrantes do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançaram diversos ataques ao presidente.

Um dos integrantes do TSE afirmou que Bolsonaro tem feito ‘investidas’ contra as eleições, apesar das iniciativas de comunicação do tribunal e das respostas institucionais.

A Secretaria de Comunicação do TSE chegou a rebater as declarações de Bolsonaro em tempo real durante a live do presidente.

Segundo os magistrados do TSE, incomodados com as declarações de Bolsonaro, seria necessário ‘atuar de maneira mais firme, com medidas concretas que resultem em punição, inclusive no âmbito eleitoral’, para impedir que o presidente prossiga com as afirmações de que o sistema eleitoral atual não é confiável.

“É preciso atuar agora, para que o país possa realizar as eleições de 2022 dentro da normalidade”, afirmou um dos ministros.

Segundo informações do jornal Folha de S.Paulo, o presidente foi chamado de "moleque" por um dos magistrados do STF, e teve o apoio e a concordância de outros colegas – que têm usado adjetivos igualmente contundentes quando se referem ao mandatário.

Ao que parece, o STF está "pagando pra ver" e gerando uma instabilidade monstruosa entre os Poderes.

O Jornal da Cidade Online é hoje uma voz em defesa da nossa pátria.

Por isso somos atacados por grupos anônimos e pela grande mídia perversa que quer o monopólio da informação e da opinião.

Estamos sobrevivendo, mas precisamos da ajuda de nosso leitor.

Faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: Folha de S.Paulo

da Redação
Ler comentários e comentar