"Esquerdalha" pagou para ver, Bolsonaro deu lição desmoralizante e Voto Auditável deve ser aprovado

Ler na área do assinante

O relator da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Voto Impresso Auditável, o deputado federal Felipe Barros, concedeu uma entrevista ao Metrópoles, onde falou sobre a mudança de cenário para a votação da matéria.

Barros afirmou estar confiante na aprovação do texto pela Comissão Especial da Câmara dos Deputados.

“Estou convicto da aprovação. Tenho falado diariamente com vários deputados e líderes partidários, estou chegando em um texto que é um denominador comum”, disse o relator.

A leitura e votação do relatório deve ser feito na próxima quinta-feira (05).

Para valer nas eleições de 2022, o texto deve ser aprovado por maioria simples de 34 membros do colegiado e depois encaminhado ao Senado Federal, sendo promulgada até outubro.

O cenário anterior ao recesso parlamentar não era favorável à PEC.

Porém, uma estratégia adotada pelos deputados federais governistas conseguiu adiar a votação para que, durante o recesso, Barros organizasse a articulação para o andamento do texto, assim como a aliança do presidente Jair Bolsonaro com o Centrão.

A "jogada de mestre" do presidente foi uma lição aos "esquerdopatas" que, por um breve momento, acharam que poderiam inviabilizar a aprovação do Voto Impresso Auditável.

Toda a articulação do presidente junto com as manifestações deste domingo (01) deixaram o caminho aberto para a aprovação da PEC.

A democracia ainda vive!

O Jornal da Cidade Online é hoje uma voz em defesa da nossa pátria.

Por isso somos atacados por grupos anônimos e pela grande mídia perversa que quer o monopólio da informação e da opinião.

Estamos sobrevivendo, mas precisamos da ajuda de nosso leitor.

Faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar