A ruptura total será “Lula elegível e Bolsonaro inelegível”, afirma mestre em Direito (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Os adversários sabem que deixar Bolsonaro inelegível é a única forma de tirá-lo da reeleição em 2022.

O mestre em Direito Público, Renato Gomes, fez uma análise nesta terça-feira (3) sobre tudo que aconteceu até agora no panorama político para o “establishment “ retomar o poder.

O “mecanismo” continua com seus planos a todo vapor:

1°) Tiraram Lula da cadeia anulando prisão em segunda instância não transitada em julgado;
2°) Anularam as condenações de Lula tornando-o elegível;
3°) Fazem de tudo contra a transparência do sistema eleitoral;
4°) Os mesmos que soltaram Lula agora e foram contra o voto impresso com contagem pública ainda serão aqueles que contarão votos e julgarão quaisquer fraudes eleitorais; e
5°) Querem agora também deixar Bolsonaro inelegível.

Bolsonaro até agora aguentou muita coisa calado e parece que não vai tolerar a não aprovação do voto impresso auditável com contagem pública:

“Se não tiver voto impresso, não teremos eleições”.

Para Renato Gomes, Bolsonaro está próximo de uma reação mais enérgica e está devidamente autorizado a agir em nome do povo.

Veja o trecho da fala do Mestre Renato Gomes sobre o assunto:

Querem nos calar!

O Jornal da Cidade Online está sofrendo ataques escancarados das “velhas raposas” da política, através da malfadada CPI, comandada por figuras nefastas como Aziz, Renan e Randolfe.

Não deixe a verdade morrer!

Faça a sua assinatura, tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade e fortaleça o jornalismo independente.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Foto de Emílio Kerber Filho

Emílio Kerber Filho

Escritor. Jornalista. Autor do livro "O Mito - Os bastidores do Alvorada".

Ler comentários e comentar