Marco Aurélio entra na "briga" e vai ao "ataque" de Bolsonaro

Ler na área do assinante

O ex-ministro do STF, Marco Aurélio Mello, disparou críticas venenosas contra o presidente Jair Bolsonaro, em uma entrevista à Rádio Bandeirantes, no Jornal Gente.

Mello, que era presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na época da implantação do sistema de urnas eletrônicas, há 25 anos, saiu em defesa do seu ‘legado’, ao atacar Bolsonaro:

“Eu constato que o presidente é tinhoso e parece de duas uma ou que ele está tentando desviar o foco presente a CPI ou que ele já está preparando o campo para uma virada de mesa em 2022 quando se apresentará candidato à reeleição e tiver insucesso considerada a vontade dos eleitores”, disparou ele.

E, apesar da pauta defendida por Bolsonaro ser um anseio da população, como demonstrado nas manifestações ocorridas no último domingo (1º), o ex-ministro se posicionou contra a implantação do voto impresso auditável:

“Nada surge sem uma causa, já diziam os antigos.
Eu não vejo móvel para ter esse ônus para os brasileiros em uma época de crise na saúde e na economia que seria introdução desse sistema, agora de qualquer forma, a introdução para as eleições teria que ocorrer até setembro próximo.
Vamos ver o que deliberará a Comissão de Constituição de Justiça sobre a PEC que visa justamente ter se o voto expresso”, afirmou.

Marco Aurélio só esqueceu de dizer que, já devidamente aposentado, não é mais de sua competência avaliar a implementação, ou não, do voto impresso auditável.

A única coisa que resta ao ex-ministro é vestir definitivamente as "pantufas e roupão".

Querem nos calar!

O Jornal da Cidade Online está sofrendo ataques escancarados das “velhas raposas” da política, através da malfadada CPI, comandada por figuras nefastas como Aziz, Renan e Randolfe.

Não deixe a verdade morrer!

Faça a sua assinatura, tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade e fortaleça o jornalismo independente.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar