Rotina da PF desencadeia nesta quinta operação para prender ‘velhos conhecidos’

O empreiteiro Fernando Cavendish, o contraventor Carlinhos Cachoeira e o empresário Adir Assad, são os alvos da Polícia Federal desta quinta-feira (30).

Os três são acusados de formarem uma quadrilha, onde através da utilização de empresas fantasmas efetivaram a transferência de R$ 370 milhões obtidos pela empresa de Cavendish, a Delta, através de negócios escusos com a administração pública.

Também são alvo da operação Cláudio Dias Abreu, que já foi diretor regional da Delta no Centro-Oeste e Distrito Federal, e Marcelo José Abbud, que, segundo o MPF, é dono de empresas de fachada usadas no esquema de lavagem.

De acordo com investigação do MPF, 96,3% do faturamento da Delta entre os anos de 2007 a 2012 era oriundo de verbas públicas, totalizando um montante de quase R$ 11 bilhões. Os procuradores afirmam que mais de R$ 370 milhões foram lavados por meio de 18 empresas de fachada.

O procurador da República Leandro Mitidieri pede a condenação dos denunciados por lavagem de dinheiro e associação criminosa. A denúncia pretende também uma reparação de R$ 740,8 milhões, pelos danos causados com os crimes.

da Redação

da Redação

Comentários