Veneno matou no motel em Recife empresário envolvido na Operação Turbulência

O empresário Paulo Cesar Morato, foi morto por intoxicação com ‘chumbinho’ (organofosforado). Ele era tido como personagem importantíssimo nas investigações da Polícia Federal, em face da Operação Turbulência.


Morato foi testa de ferro de um poderoso esquema de lavagem de dinheiro, que abasteceu inúmeras campanhas políticas.

Tudo leva a crer que o empresário foi realmente envenenado.

Todavia, exames estão sendo feitos e deverão afastar a esdruxula tese de suicídio. São perícias papiloscópicas (exame de impressões digitais) e tanatoscópica (exame do cadáver), análise química, das imagens e do local da morte. 

Sob o empresário pesavam acusações de lavagem de dinheiro, organização criminosa e falsidade ideológica, num audacioso esquema criminoso que movimentou 600 milhões de reais nos últimos seis anos.

Uma empresa de fachada em nome de Morato, a Câmara & Vasconcelos Locação e Terraplanagem, recebeu um repasse suspeito de 18,8 milhões de reais da empreiteira OAS.

da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Policia