Joice não aguenta "meme", ameaça internauta dando chiliques e terá que se ver com a Justiça

Ler na área do assinante

Em meio à todas as polêmicas envolvendo o suposto atentado que teria sofrido no dia 17 de julho, em seu apartamento funcional, em Brasília, a deputada Joice Hasselmann agora terá que enfrentar uma acusação de perseguição.

A denúncia foi feita por Patrick Folena, de 47 anos, morador do Distrito Federal, e vice-presidente do Movimento Avança Brasil, que registrou ocorrência contra Joice, na Polícia Civil (PCDF).

Segundo Folena, a perseguição começou após ele compartilhar uma montagem com duas fotos da deputada, uma maquiada e outra com os hematomas da suposta agressão e frases como ‘Com Bolsonaro e sem Bolsonaro’ e ‘Diga Não Às Drogas’. Folena alega não ser o autor do ‘meme’,e que apenas o replicou, da mesma maneira que diversos outros internautas.

A deputada fez uma publicação em seu Twitter afirmando que pediria a prisão de Folena, a quem acusou de ser um membro do ‘gabinete do ódio’, e em uma entrevista ao Metrópoles, Joice declarou que seu objetivo é ‘vê-lo na cadeia, como já aconteceu com outros milicianos digitais’.

Ao registrar a queixa-crime, Folena afirmou que o caso é de perseguição específica a ele, pelo papel de ativista político que exerce, sendo conservador e membro da Diretoria Executiva do PTB/SP.

Querem nos calar!

O Jornal da Cidade Online está sofrendo ataques escancarados das “velhas raposas” da política, através da malfadada CPI, comandada por figuras nefastas como Aziz, Renan e Randolfe.

Não deixe a verdade morrer!

Faça a sua assinatura, tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade e fortaleça o jornalismo independente.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar