Em defesa de Bolsonaro, General Mourão sobe o tom e vai pra cima do TSE

Ler na área do assinante

Em uma dura declaração feita na última quarta-feira (04), o vice-presidente da República, General Hamilton Mourão, afirmou que o "Judiciário ultrapassou o limite" de suas atribuições, e defendeu o voto impresso.

Mourão criticou os membros do Tribunal Superior Eleitoral, por se posicionarem contra a implementação do voto impresso, já que não caberia a eles emitirem opinião sobre o assunto, apenas acatar as decisões do Congresso Nacional:

"Nossos magistrados ultrapassaram seu limite ao emitirem opinião sobre algo que não lhes diz respeito.
O que diz respeito ao magistrado é fazer com que a eleição ocorra dentro das regras estabelecidas pelo Legislativo”, afirmou.

A declaração foi dada após o ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, ter aceito o pedido do presidente do TSE, Luís Roberto Barroso (também integrante do STF), de inclusão das declarações de Bolsonaro no Inquérito das fake news.

A ação pode culminar em um processo criminal contra o presidente da República e, com isso, Jair Bolsonaro poderá ser declarado inelegível. Parece que esse é o plano.

Querem nos calar!

O Jornal da Cidade Online está sofrendo ataques escancarados das “velhas raposas” da política, através da malfadada CPI, comandada por figuras nefastas como Aziz, Renan e Randolfe.

Não deixe a verdade morrer!

Faça a sua assinatura, tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade e fortaleça o jornalismo independente.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar