Especialista alerta: “O Ocidente está sendo fragmentado, polarizado, não há como evitar um conflito maior” (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

O mundo está vivendo um momento crucial, e qual o papel do Brasil nesse cenário?

Haverá um governo único global?

O dinheiro de papel vai acabar?

O professor Luiz Antonio Peixoto Valle, especialista em geopolítica, esclarece essas questões e aponta as perspectivas nesse momento de verdadeira guerra híbrida entre as potências, onde o campo de batalha é também virtual:

“Nós estamos agora no culminar desse processo, eu acredito que não há ninguém que imagine que, por exemplo, a China agora vai retroagir e vai abrir mão do espaço que ganhou e que quer continuar a ganhar, eles têm uma doutrina chamada de ‘Espaço Vital’ que seguem a risca.
Eu também imagino que ninguém mais tem como conceber que os Estados Unidos, por exemplo, vai abrir mão do seu espaço, da sua hegemonia de forma simplória, entregando para os chineses ou para os russos.
Então essa equação ela agora chega há um ponto onde nós não vemos como se possa ter uma saída que não seja um tanto quanto beligerante”, afirmou o professor.

Ocidente sob ataque

Segundo Valle, houve um ataque ao Ocidente no campo econômico com o objetivo de fragilizá-lo:

“O Ocidente está sendo fragmentado dividido, radicalizado, fragmentado, polarizado! Às vezes as pessoas pensam que ataques são apenas militares, mas, se houver a fragilização da sua economia, o poder armado não se sustenta sem o poder econômico.
Como você dá alimento as suas tropas? Como você desenvolve armas? Como você produz armas, se você não tiver o recurso financeiro?”, questionou.

A quem interessa um governo global único?

O professor advertiu ainda sobre os perigos de um governo global único:

“A defesa de um governo mundial único está dividida em dois grupos: os dominadores globais e a resistência.
Os dominadores globais sempre almejaram isso e essa é uma agenda antiga que inclusive já foi defendida no Fórum Econômico Mundial pelo Klaus Martin Schwab, já foi defendida pelo Príncipe Charles, já foi defendida pelo Secretário-geral da ONU, várias autoridades se manifestaram no sentido de criar um catalisador a nível mundial [a pandemia].
Era necessário que houvesse um governo mundial para combater o problema mundial, ou seja, então a equação é muito simples, dentro da Inteligência você cria uma situação, aguarda a reação e oferece a solução. Eles vão trazer novos catalisadores e acredito que o número de pessoas esclarecidas que pode entender melhor qual é a finalidade disso vai a cada dia crescer.
Então esse governo mundial só subsistirá, só existirá se houver clima, as precondições necessárias que, no momento, não ocorrem”, completou.

Confira:

Querem nos calar!

O Jornal da Cidade Online está sofrendo ataques escancarados das “velhas raposas” da política, através da malfadada CPI, comandada por figuras nefastas como Aziz, Renan e Randolfe.

Ajude para que a verdade prevaleça!

Faça a sua assinatura, tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade e fortaleça o jornalismo independente.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar