"Rompido" com o "afilhado" Doria, Alckmin deixa o PSDB

Ler na área do assinante

O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, anunciou que deve deixar o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), o qual ajudou a fundar.

Na última segunda-feira (09), Alckmin participou de uma entrevista na TV Tribuna, onde falou sobre o seu futuro político:

“Eu devo realmente sair, e a definição deve ocorrer nas próximas semanas”, declarou ele.

Apesar da possibilidade de se desligar do partido, ao qual é filiado desde 1988, Alckmin não descartou a possibilidade de concorrer ao governo de São Paulo ou até mesmo à Presidência da República nas próximas eleições, mas disse que a decisão sobre isso ocorreria ‘mais para a frente’

“Mas, se esse for o pensamento do povo de São Paulo, é nosso dever sempre estar à disposição para servir à população”, afirmou ele.

Um dos motivos para que Alckmin se desligue do partido pode ser o atrito que vem tendo com João Doria, a quem apadrinhou no início da carreira pública.

O Tucanato em "chamas".

Querem nos calar!

O Jornal da Cidade Online está sofrendo ataques escancarados das “velhas raposas” da política, através da malfadada CPI, comandada por figuras nefastas como Aziz, Renan e Randolfe.

Ajude para que a verdade prevaleça!

Faça a sua assinatura, tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade e fortaleça o jornalismo independente.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar