País precisa de mobilização contra aprovação da lei que pretende engessar a ‘Lava Jato’

Diante da investida da nefasta classe política brasileira contra a Operação Lava Jato, resta a população brasileira, aos homens e pessoas de bem, que querem o fim da corrupção - esse mal avassalador que mata pessoas e destrói esperanças - apenas um caminho: a mobilização popular.


Não há outra saída para a inescrupulosa classe política nacional. Ou barram a Lava Jato definitivamente, ou estarão todos liquidados.

A aprovação da tal ‘Lei de Abuso de Autoridade’ visa tão somente engessar a Lava Jato.

A ideia é enquadrar delegados, agentes da PF, promotores, juízes, desembargadores e ministros de tribunais superiores.

A denúncia é de tamanha gravidade que mereceu matéria sobre o assunto no Jornal Nacional, da Rede Globo, na quinta-feira (30). (Veja aqui

Se essa lei já estivesse em vigor, fatalmente teria impedido quase a totalidade das ações empreendidas pela Operação Lava Jato.

A Lava-Jato investiga atualmente cerca de 500 políticos, entre eles ex-governadores, governadores, ex-senadores e senadores, deputados estaduais e federais.


As operações iniciadas nas madrugadas, que pegaram inúmeros criminosos de pijamas, não poderão mais acontecer, pois serão encaradas como ‘abuso de autoridade’.

É a maior operação contra corrupção da história. Não interessa a nenhum político, são quase todos farinha do mesmo saco.

Vem então a lembrança do que disse um dia o juiz federal Sérgio Moro, de que precisaria do apoio da opinião pública e da sociedade civil organizada para levar a frente os casos de corrupção envolvendo figuras públicas poderosas (veja o vídeo abaixo). 

A hora é agora!

da Redação

Com informações de Helder Caldeira

da Redação

Comentários

Mais em Denúncias