É melhor morrer de pé do que viver de joelhos...

Ler na área do assinante

Como eu venho dizendo há tempos, a ruptura JÁ ACONTECEU. Existe uma guerra institucional declarada no país, onde o sistema, STF, agora TSE, (alguns) governadores, senadores da CPI da pandemia, etc., lutam contra o Presidente da República (e seus apoiadores). É guerra mesmo.

Todas as ações que vemos hoje é essa guerra institucional sendo lutada. Não é porque não se vê tanques militares ou soldados de arma em punho nas ruas que ela não existe. O povo pode até não ter entrado FISICAMENTE na guerra (ainda), mas indiretamente ele está fazendo parte.

Nunca foi tão claro saber o que acontece no país, e de qual lado devemos ficar. Ficaremos ao lado da liberdade e da democracia, com o Presidente, enquanto do outro lado está o sistema oligárquico totalitário (com a velha política).

E daí nesse cenário é óbvio que não será apenas contra o Presidente da República que o inimigo agirá (sim, o sistema hoje é o inimigo; chamemos as coisas pelo nome certo). Mas como ele não pode agir contra milhões de pessoas, elegerá alguns como "paradigma" (exemplo) e alvo.

Vêm as prisões de jornalistas e políticos/líderes, as perseguições contra ativistas, a instauração de "lawfare" (guerrilha processual) contra cidadãos relevantes, e muito mais. Eles não vão parar. Eles não sentem compaixão, pena, ou caridade. Assim é em uma guerra.

Eles só vão parar quando houver a capitulação da sociedade, ou então quando o povo (através do Presidente da República) se render.

Eu, particularmente, digo: é melhor morrer de pé do que viver de joelhos.

Vale a pena lutar pelos valores e princípios que nos fazem brasileiros.

Lembro aqui o que foi dito por Chesterton, um dos meus modelos de vida:

"O verdadeiro soldado não combate porque odeia o que está na frente dele, mas porque ama o que está por trás dele.".

A liberdade no Brasil está em risco!

O Jornal da Cidade Online está sofrendo ataques escancarados.

“Velhas raposas” da política, através da malfadada CPI, comandada por figuras nefastas como Aziz, Renan e Randolfe quebraram nosso sigilo bancário. Nada irão encontrar.

O TSE, por sua vez, determinou a desmonetização do JCO. Uma decisão sem fundamento, sem qualquer intimação e sem o devido processo legal. Quebraram nossas pernas!

Precisamos da ajuda de todos os patriotas.

Sua colaboração é importante para que a verdade prevaleça! Faça a sua doação:

Ou faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Ler comentários e comentar