Juízes togados destroem todo o trabalho dos últimos dias realizado pela PF e MPF

O desembargador Nino Toldo, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, em São Paulo, acaba de libertar os últimos três presos da Operação Boca Livre, que investiga fraudes milionárias na Lei de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet). Agora, todos os 11 presos estão livres!


Nota-se, com clareza meridiana, a ação orquestrada de ministros e desembargadores de tribunais superiores para libertar corruptos presos em ações da Justiça Federal, da Polícia Federal e do Ministério Público Federal.

Noutras palavras e reiterando o que venho escrevendo sistematicamente, consolida-se entre os magistrados o acordo de ceifar com rapidez todas as operações afluentes ou semelhantes à Operação Lava Jato.

Nenhum dos pilantras nacionais quer assistir ao surgimento de novos juízes e promotores ao estilo Sérgio Moro e Deltan Dallagnol.

Ou o povo brasileiro reage agora, ou as togas vão afundar o país no lamaçal onde estão mergulhados.

É profunda a vergonha!

Helder Caldeira

da Redação

Comentários

Mais em Direito e Justiça