“Doria despreza a vida do policial militar”, afirma Capitão (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

O promotor de Justiça do Patrimônio Público e Social de São Paulo, José Carlos Blat, instaurou um inquérito civil para investigar a conduta dos coronéis da Polícia Militar.

Os alvos são Aleksander Lacerda, ex-chefe do Comando de Policiamento do Interior-7, e Ricardo Nascimento de Mello Araújo, presidente da Ceagesp.

Para o deputado federal Capitão Derrite, a atitude do governador foi covarde e mostra sua “falta de respeito com a instituição e os policiais”.

“Não é a primeira vez que ele faz isso. Em uma live, ele faltou com respeito a um dos coronéis, que era um dos mais antigos da Polícia Militar. Ele não respeita os policiais, a realidade é essa. O atual governador, além de não respeitar, também despreza a vida do policial militar, ele despreza a família do policial militar”, detonou, em entrevista à TV JCO.

Já o deputado estadual Major Mecca, que também participou do bate-papo, disse que a perseguição que tem ocorrido aos policiais em São Paulo acontece há décadas.

“Ao longo do governo do PSDB, os nossos policiais vem perdendo direitos e garantias. E, mais do que isso, estão sendo menosprezados e desrespeitados”, ressaltou.

Ataque em Araçatuba (SP)

E a ação ocorrida na cidade de Araçatuba, interior do Estado de São Paulo, onde três agências bancárias foram atacadas por criminosos fortemente armados na região central também foi tema da conversa. Major Mecca explica que crimes dessa dimensão são conhecidos como “novo cangaço”.

“São crimes ultraviolentos cometidos por facções que demonstram a grande ousadia dos criminosos em nosso país”, explica o deputado estadual.

Durante esta ação, os criminosos usaram transeuntes que passavam no local como escudo humano e utilizaram drones para monitorar toda a ação. Mecca criticou a legislação que facilita a vida dos criminosos.

“Temos uma legislação extremamente branda com esses criminosos e, no estado de São Paulo, essa modalidade [novo cangaço] vem tomando proporções”, afirmou.

Derrite afirmou que o Congresso Nacional é culpado pelo mega assalto ocorrido em Araçatuba. Para ele, “o Congresso é inerte, infelizmente, no Brasil, o criminoso tem infindáveis benefícios”. A legislação “é branda e só olha para o bandido, quando deveria olhar para a verdadeira vítima, aquela que sofre na mão do vagabundo, do criminoso”, diz o deputado.

Derrite falou também das regalias para bandidos.

“Temos saidinha que é uma vergonha, temos visita íntima que é uma vergonha, temos auxílio moradia que paga mais do que o salário mínimo”.

Enquanto isso, “o policial não tem retaguarda jurídica, o policial atua com uma pistola 040 enquanto os criminosos estão com fuzis, armas de guerra”, analisou.

Confira:

Quebraram as nossas pernas!

O Jornal da Cidade Online está sofrendo ataques escancarados.

“Velhas raposas” da política, através da malfadada CPI, comandada por figuras nefastas como Aziz, Renan e Randolfe quebraram nosso sigilo bancário. Nada irão encontrar.

O TSE, por sua vez, determinou a desmonetização do JCO. Uma decisão sem fundamento, sem qualquer intimação e sem o devido processo legal. Quebraram nossas pernas!

Precisamos da ajuda de todos os patriotas.

Sua colaboração é importante para que a verdade prevaleça!

Faça a sua doação:

Ou faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar