Chambinho entrega cópia de cheques de propina paga a líder do PT na Câmara

Quem se lembra do escândalo envolvendo o deputado José Guimarães, aquele que teve um assessor flagrado com dólares enfiados na cueca?

Irmão do mensaleiro José Genoíno, mesmo após o nefasto acontecimento, ele virou líder da presidente Dilma Rousseff.

Ora, sua notória ascensão após o escândalo, o fez ter a mais absoluta crença na impunidade.

Não deu outra, foi com muita sede ao pote.

Alexandre Romano, o Chambinho, aquele mesmo que delatou a perversa dupla Gleisi/Paulo Bernardo e o ex-presidente da Câmara Marco Maia, entregou aos procuradores do Ministério Público que foi o Zé Guimarães quem intermediou junto ao Banco do Nordeste para destravar uma negociata milionária.

Em troca, o espertalhão recebeu a propina em cheque. Aliás, dois cheques. Um de 30.000  e outro de 65.000 reais.

Chambinho teve o cuidado de guardar as cópias dos cheque com a anotação ‘despesas gerais JG’.

Um dos cheques, ironicamente, foi utilizado para pagar os honorários dos advogados encarregados da defesa daquele assessor flagrado com a cueca cheia de dólares.

O deputado está bastante enrolado.

da Redação

da Redação

Comentários