Bolsonaro e o veto a quarentena: "O cara sai da cadeia e pode ser candidato à Presidência e militar não pode ser candidato a vereador" (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Na sua já tradicional live semanal, na última quinta-feira (16), o presidente Jair Bolsonaro falou sobre a proposta de ‘quarentena’ eleitoral para juízes e policiais militares.

A emenda, que prevê que juízes, integrantes do Ministério Público, policiais federais, policiais rodoviários federais, policiais civis, guardas municipais militares e policiais militares tenham que ficar quatro anos longe do cargo antes de concorrerem às eleições, foi inserida pela Câmara dos Deputados na última quarta-feira (16) e, caso aprovada, terá validade à partir das eleições de 2026.

Ao comentar a proposta, Bolsonaro garantiu que vetará a emenda, e explicou seu posicionamento:

"Um absurdo, espero que o Senado não aprove isso daí. Se o cara sai da cadeia, pode ser candidato à Presidência da República, e você, militar da ativa, não pode ser candidato a vereador. Se passar no Senado, e acho que não passa, obviamente, a gente veta”, afirmou ele.

Segundo Bolsonaro, a principal intenção da proposta é “alijar os militares de maneira geral da política”.

A pauta, contudo, ainda deve ser analisada pelo Senado Federal.

Confira:

Quebraram as nossas pernas!

O Jornal da Cidade Online está sofrendo ataques escancarados.

“Velhas raposas” da política, através da malfadada CPI, comandada por figuras nefastas como Aziz, Renan e Randolfe quebraram nosso sigilo bancário. Nada irão encontrar.

O TSE, por sua vez, determinou a desmonetização do JCO. Uma decisão sem fundamento, sem qualquer intimação e sem o devido processo legal. Quebraram nossas pernas!

Precisamos da ajuda de todos os patriotas.

Sua colaboração é importante para que a verdade prevaleça! Faça a sua doação:

Ou faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar