Morre líder do grupo comunista "Sendero Luminoso” que ceifou milhares de vidas no Peru

Ler na área do assinante

Abimael Guzmán, líder do grupo comunista “Sendero Luminoso” que aterrorizou o Peru nos anos 80 e 90, morreu no último dia (11), aos 86 anos, dentro da prisão.

O terrorista foi capturado em 1992 em Lima.

Nos anos 60, ele viajou para a China e resolveu trazer a marca de comunismo de Mao para o Peru por meio de uma guerra de classes que ele lançou em 1980.

Guzmán fundou o Sendero Luminoso, transformando-o em um bando desorganizado de camponeses e estudantes radicais na força guerrilheira mais obstinada da América Latina.

Estima-se que 69 mil pessoas, principalmente no interior do Peru, foram mortas entre 1980 e 2000 no conflito interno lançado pelo grupo.

Uma carnificina total!

Seus seguidores chamaram Guzmán de a "Quarta Espada do Marxismo", em homenagem a Marx, Lenin e Mao, e o idolatravam em cantos, canções, pôsteres e literatura revolucionária.

Uma história obscura e macabra.

Quer saber todos os detalhes desse insano comunista e desse grupo extremista?

Clique no link abaixo e compre o livro “A Quarta Espada: A História de Abimael Guzmán e do Sendero Luminoso”:

https://bibliotecaconservadora.com.br/products/a-quarta-espada-a-historia-de-abimael-guzman-e-do-sen...

Está baratinho e vale a pena o investimento!

Quebraram as nossas pernas!

O Jornal da Cidade Online está sofrendo ataques escancarados.

“Velhas raposas” da política, através da malfadada CPI, comandada por figuras nefastas como Aziz, Renan e Randolfe quebraram nosso sigilo bancário. Nada irão encontrar.

O TSE, por sua vez, determinou a desmonetização do JCO. Uma decisão sem fundamento, sem qualquer intimação e sem o devido processo legal. Quebraram nossas pernas!

Precisamos da ajuda de todos os patriotas.

Sua colaboração é importante para que a verdade prevaleça! Faça a sua doação:

Ou faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar