Justiça impõe derrota a Doria, que pretendia processar assessor do presidente que o chamou de “corno”

Ler na área do assinante

A queixa-crime do governador João Doria contra Filipe Martins, assessor internacional do presidente Jair Bolsonaro, foi rejeitada unanimemente pela Segunda Turma dos Juizados Especiais do Distrito Federal.

Filipe chamou Doria de “corno” no Twitter, no início do ano, ao comentar os esforços do governo paulista para liberar insumos da China visando à produção da vacina contra a covid-19.

O assessor alegava que Doria tentava resolver uma situação já “resolvida” antes pelo governo federal.

O entendimento do relator do processo, juiz Arnaldo Correa Silva, foi no seguinte sentido:

“As pessoas que gozam de notoriedade pública, exerçam ou não cargos públicos, estão sujeitas à crítica e censura pelos seus atos e manifestações, sem que disso resulte qualquer conduta antissocial prevista no direito penal repressivo”, pontuou o magistrado.

O post dizia o seguinte:

“'O corno é sempre o último a saber", já diz o ditado popular”.

Assim, de acordo com a decisão judicial, Doria terá que se conformar...

Quebraram as nossas pernas!

O Jornal da Cidade Online está sofrendo ataques escancarados.

“Velhas raposas” da política, através da malfadada CPI, comandada por figuras nefastas como Aziz, Renan e Randolfe quebraram nosso sigilo bancário. Nada irão encontrar.

O TSE, por sua vez, determinou a desmonetização do JCO. Uma decisão sem fundamento, sem qualquer intimação e sem o devido processo legal. Quebraram nossas pernas!

Precisamos da ajuda de todos os patriotas.

Sua colaboração é importante para que a verdade prevaleça! Faça a sua doação:

Ou faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar