Perseguição da PRF termina com disparos e apreensão de 437 kg de maconha (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Na última terça-feira (21), a Polícia Rodoviária Federal prendeu, em flagrante, um homem de 28 anos que transportava 437 kg de maconha e 16 kg de skunk.

Um vídeo mostra o final da perseguição, na rodovia MS-178, em Bonito, a 257 km de Campo Grande.

Segundo informações da PRF, a equipe trafegava pela rodovia estadual, em deslocamento para uma rodovia federal, quando o motorista do Chevrolet Corsa avistou a viatura e realizou uma manobra de fuga. Os policiais resolveram verificar abordando o veículo, mas o motorista continuou a fuga, chegando a jogar o carro contra a viatura e outros veículos que estavam na pista contrária.

Para evitar riscos de acidentes, com a condução perigosa do motorista, os policiais dispararam contra o pneu traseiro do veículo em fuga.

Com os disparos, o motorista desistiu da fuga, saindo do carro com as mãos para cima.

No veículo, os policiais encontraram as drogas no porta-malas. O motorista contou que havia pego o veículo em Bela Vista e deveria levá-lo até o interior de São Paulo, e que o transporte seria a forma de pagamento de uma dívida com traficantes.

O homem foi preso e entregue para a Delegacia de Polícia Civil de Bonito, junto com o carro e a droga.

Confira:

Quebraram as nossas pernas!

O Jornal da Cidade Online está sofrendo ataques escancarados.

“Velhas raposas” da política, através da malfadada CPI, comandada por figuras nefastas como Aziz, Renan e Randolfe quebraram nosso sigilo bancário. Nada irão encontrar.

O TSE, por sua vez, determinou a desmonetização do JCO. Uma decisão sem fundamento, sem qualquer intimação e sem o devido processo legal. Quebraram nossas pernas!

Precisamos da ajuda de todos os patriotas.

Sua colaboração é importante para que a verdade prevaleça! Faça a sua doação:

Ou faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar