Bolsonaro cala o mundo ao defender a liberdade e abrir as portas para refugiados (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

É preciso analisar cada palavra e não deixar morrer o histórico discurso de Jair Bolsonaro na abertura da Assembléia Geral da ONU, na última terça-feira (21).

O presidente do Brasil desconstruiu, em pouco mais de 12 minutos, toda uma extensa e terrível narrativa criada contra ele, por seus vingativos e corruptos adversários políticos e uma velha mídia aparelhada pela esquerda e acostumada às benesses do infindável e farto dinheiro público de governos anteriores.

Um dos momentos de maior impacto da fala do presidente aos líderes de nações do mundo todo, tratou da importância da luta pela liberdade e a democracia, contra o comunismo, o radicalismo e o terrorismo, ferramentas utilizadas para construir ditaduras violentas e desumanas, como as da Venezuela e, agora, mais recentemente, a do Afeganistão.

O resultado é o massacre de populações inteiras, seja pela fome e pela perseguição, seja pelo assassinato à luz do dia, pelo simples fato de pensar diferente, de protestar ou, olha só o absurdo, pelo fato de ser mulher.

Em seu discurso, Bolsonaro citou estas situações de forma escancarada e corajosa, como nenhum outro líder mundial, mesmo dos países considerados ‘potências’.

Nosso presidente abriu as portas do Brasil para os refugiados da Venezuela, assim como já o faz para outros países, mas fez questão de anunciar, ao vivo, que agora haveria vistos humanitários também para cristãos, mulheres, crianças e juizes afegãos, grupos que correm risco de serem dizimados pelo Taleban.

Curiosamente, até agora, ninguém - absolutamente ninguém da grande mídia - deu o devido destaque a este ponto do discurso do presidente!

Relembre o que disse Bolsonaro, na terceira parte de sua fala na ONU, e espalhe para que todos assistam.

Veja o vídeo:

Quebraram as nossas pernas!

O Jornal da Cidade Online está sofrendo ataques escancarados.

“Velhas raposas” da política, através da malfadada CPI, comandada por figuras nefastas como Aziz, Renan e Randolfe quebraram nosso sigilo bancário. Nada irão encontrar.

O TSE, por sua vez, determinou a desmonetização do JCO. Uma decisão sem fundamento, sem qualquer intimação e sem o devido processo legal. Quebraram nossas pernas!

Precisamos da ajuda de todos os patriotas.

Sua colaboração é importante para que a verdade prevaleça!

Faça a sua doação:

Ou faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar