Acabou o sonho, agora vem a conta para pagar: Comércio pode demitir um milhão de empregados

A crise será grave. Convulsão social pode estar a caminho

Nas hostes da área econômica do governo federal, assombra a temida e terrível perspectiva de que a crise levará o comércio varejista a demitir quase de 1 milhão de pessoas durante este ano. 

O governo se prepara para o pior: convulsão social. E não é para menos: dos atuais 7.945.613 dos trabalhadores com carteira assinada no comércio, 12% devem perder seus empregos. Só o setor público emprega mais que o comércio: 9,3 milhões, no total.

Em 2014, o comércio varejista teve o pior desempenho em dez anos, mas a crise nos anos de 2015 e 2016 será ainda mais grave.

Nos primeiros três meses de 2015 já houve 129 mil demissões no comércio. É a maior queda do nível de empregos formais desde 2007.

A crise é devastadora no comércio, em grandes e pequenos centros. No Distrito Federal, já foram fechadas só este ano mais de 2 mil lojas.

da Redação

Comentários