Cantanhêde fica sem luz, reclama de ‘apagão’, empresa avisa sobre disjuntor desligado e ‘global’ vira chacota na web

Ler na área do assinante

Na noite desta sexta-feira (24), a jornalista Eliane Cantanhêde atacou a empresa concessionária de energia elétrica em Brasília – a Neoenergia - da mesma forma como invariavelmente faz com o presidente Jair Bolsonaro. De maneira irresponsável, injusta e descabida, sem fazer a devida apuração dos fatos.

A jornalista postou que sua residência estava sem energia e não poupou a empresa fornecedora do serviço:

“É razoável a casa ficar sem energia elétrica desde as 18:15 até agora, 23h? Não aparecer um único técnico? A Neoenergia não dar uma mínima satisfação que seja? Aparentemente, são essas as maravilhas das privatizações no DF.”

Sete horas depois do primeiro post, voltou a atacar:

“Agora são 12 horas sem luz em casa e sem atendimento. Apagão da Neoenergia.”

Durante todo esse tempo, não se deu ao trabalho de verificar se era mesmo o caso de um ‘apagão’.

Para tanto, bastava colocar a cabeça na janela e ver que em toda a vizinhança o fornecimento de energia estava normal.

Preferiu desferir ataques sem fazer a devida checagem.

Diante disso, com extrema elegância e pedindo ‘desculpas pelo transtorno’, a empresa respondeu:

“Nossas equipes estiveram no local às 1h30 da madrugada, mas não conseguiram contato. Foi constatado que a rede de energia não apresentava defeitos. Por volta das 7h20, retornaram e constataram que o disjuntor interno da residência estava desligado. Desculpe os transtornos”.

Ou seja, parece claro que a empresa não teve nenhuma responsabilidade no ocorrido.

Assim, após atacar publicamente, a atitude correta da jornalista seria um pedido de desculpas, da mesma forma como fez as infundadas acusações.

Pessoas decentes quando erram, costumam agir dessa forma.

É o mínimo que se espera.

Cantanhêde até o momento não se manifestou...

De qualquer forma, virou chacota... de novo.

Quebraram as nossas pernas!

O Jornal da Cidade Online está sofrendo ataques escancarados.

“Velhas raposas” da política, através da malfadada CPI, comandada por figuras nefastas como Aziz, Renan e Randolfe quebraram nosso sigilo bancário. Nada irão encontrar.

O TSE, por sua vez, determinou a desmonetização do JCO. Uma decisão sem fundamento, sem qualquer intimação e sem o devido processo legal. Quebraram nossas pernas!

Precisamos da ajuda de todos os patriotas.

Sua colaboração é importante para que a verdade prevaleça! Faça a sua doação:

Ou faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar