Tico Santa Cruz, em rede social, é novamente ‘surrado’ inapelavelmente

A questão em que se debatem os petistas, especialmente a chamada ‘bancada da chupeta’, formada pelos senadores que defendem a presidente afastada na Comissão Especial do Impeachment – Lindbergh Farias, Gleisi Hoffmann, Vanessa Grazziotin, Fátima Bezerra e Humberto Costa – é a de que a presidente não cometeu ‘crime’ na esfera penal, e, para tanto, se apegam ardorosamente na defesa de Dilma Rousseff, em função dos termos em que o pedido de impeachment foi apresentado.


Na realidade, Eduardo Cunha, com o fito de se proteger, poupou Dilma de ‘Pasadena’ e de inúmeros outros episódios do 'Petrolão', que incriminam a presidente na esfera penal, pra não falar da tentativa de obstrução da Justiça com a nomeação do ex-presidente Lula para a Chefia da Casa Civil. 

Então, seguindo a linha de que as pedaladas não se constituíram em crime, o trêfego músico petista juntou manchetes de vários veículos de comunicação, dizendo que ‘pedalar não é crime’.

Entretanto, no corpo das matérias a informação completa dizia que as ‘pedaladas’ se constituíam em manobras para ‘maquiar as contas públicas, um delito civil’, portanto, improbidade administrativa, capaz de ensejar o afastamento definitivo da presidente.

Abaixo, a postagem do cantor. Na sequência, o comentário do internauta, a réplica de Tico e a 'paulada' definitiva:


Efetivamente, foi mais uma ‘surra’ levada pelo cantor, que invariavelmente é destroçado nas redes sociais.

Vale lembrar, por oportuno, um outro episódio, ‘A resposta indignada de um pequeno empresário para o cantor Tico Santa Cruz’,  recentemente publicada pelo Jornal da Cidade (veja aqui). 

da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Variedades