Lava Jato aperta o cerco com executivos da Odebrecht e reprova delações

Os procuradores da Operação Lava Jato não vão permitir e nem oferecer facilidades para os executivos da Construtora Odebrecht.

Ou eles entregam o que sabem, contando fatos novos e interessantes para as investigações, ou não terão os benefícios da delação premiada.

Várias delações de executivos da empresa já foram reprovadas.

Os depoimentos, segundo os investigadores, estão sendo extremamente superficiais, com pouca substância e praticamente sem fatos novos.

Em contrapartida, uma liminar concedida pela Justiça do Rio de Janeiro acaba de permitir que a empresa volte a prestar serviços para a Petrobrás.

Desde dezembro de 2014, onze empreiteiras envolvidas na Lava Jato estavam impedidas de participar dos certames licitatórios da maior empresa brasileira.

A decisão enfatiza que o bloqueio ‘coloca em risco sua atividade, em prejuízo do princípio da continuidade da empresa, e gerando efeitos negativos no âmbito socioeconômico, uma vez que, diante do atual cenário a redução das atividades da sociedade empresarial pode levar, inclusive, ao aumento do desemprego’.

da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça