Crise na Globo atinge até figurantes, cache cai pela metade e gera revolta

Ler na área do assinante

Em uma tentativa de conter, mais uma vez, os gastos para manter atrações no ar, a TV Globo mirou, agora, nos figurantes de novelas e decidiu reduzir quase que pela metade os cachês. Fora isso, os colaboradores não têm mais direito a transporte de ida e volta para os estúdios.

É o preço que a emissora carioca tem pago para retomar a gravação dos folhetins após mais de ano parada em virtude das medidas de combate à pandemia da Covid-19 que a própria TV Globo ressaltava tanto nos noticiários.

Foram os figurantes da TV Globo quem fizeram a denúncia. Eles dizem que recebiam R$ 112 de diária e ainda podiam solicitar carros de aplicativos para ir e voltar ao trabalho. Mas, quando voltaram a atuar, após a pandemia, tudo mudou e muitos benefícios foram cortados e o dia laborado passou a ser R$ 60.

Além de tudo isso, é descontado do trabalhador um percentual relativo ao INSS.

A assessoria da Globo disse que “trabalha com agências de figuração e, durante a pandemia, foram revisitadas algumas condições pactuadas.”

"Com o retorno ao presencial e a respectiva evolução dos protocolos, gradualmente retornamos às condições vigentes no período pré-pandemia", alegou.

Ao que parece, é um cenário de tristeza total...

É o preço a se pagar pela "lacração".

"Quem lacra, não lucra" e o "choro é livre".

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou a desmonetização do Jornal da Cidade Online.

Um ato de Censura Prévia. Um atentado a liberdade de expressão.

Uma decisão sem fundamento, sem qualquer intimação e sem o devido processo legal.

Precisamos da ajuda de todos os patriotas.

Faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da destemida Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Cada colaboração é importante para que a verdade prevaleça! Faça também a sua doação pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

Contamos com você!

da Redação
Ler comentários e comentar