CPI ataca classe médica e nega a própria ciência, enquanto acusa os outros de negacionistas (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

O senador Marcos Rogério fez um forte desabafo durante entrevista coletiva, nesta sexta-feira (8), sobre os rumos que a CPI tomou, perseguindo a tudo e a todos, sem qualquer medida ou análise da realidade.

Nesta semana, segundo ele, evidenciou-se, ainda mais, a busca incessante por “culpados”, mas, desta vez, com ataques diretos à classe médica brasileira, na condenação da prática da livre medicina, algo comum em todo o mundo e na própria história da ciência médica, essencial para se encontrar a cura de inúmeras doenças e o desenvolvimento de novos medicamentos.

O parlamentar ressaltou a importância do trabalho realizado pelos profissionais de saúde em todo o país, que se expuseram heroicamente diante do desconhecido, para salvar vidas e encontrar soluções para algo totalmente novo, mas que os que comandam a CPI, cegados pela ânsia em derrubar um governo, não querem enxergar.

Talvez, Renan, Omar e todos os senadores esquerdopatas que lhes manipulam, pensem que as vacinas e medicamentos aparecem como "num passe de mágica", sem qualquer pesquisa ou esforço envolvendo cientistas, médicos e, claro, pacientes.

Estão jogando no lixo todo o legado de proeminentes figuras da história da medicina mundial, como Carlos Chagas, Albert Sabin e Jonas Salk, entre tantos outros!

Veja o vídeo:

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou a desmonetização do Jornal da Cidade Online.

Um ato de Censura Prévia. Um atentado a liberdade de expressão.

Uma decisão sem fundamento, sem qualquer intimação e sem o devido processo legal.

Precisamos da ajuda de todos os patriotas.

Faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da destemida Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Cada colaboração é importante para que a verdade prevaleça! Faça também a sua doação pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

Contamos com você!

da Redação
Ler comentários e comentar