Bolsonaro mostra como está derrotando o MST (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Durante conversa com cidadãos no Forte dos Andradas, no Guarujá, onde está passando o feriado, o presidente Jair Bolsonaro conversou com um repórter da velha imprensa. O presidente rebateu afirmações do ex-presidente Lula sobre como ele lidaria com a situação caso fosse presidente.

Bolsonaro ironizou os discursos de candidato de Lula e de Ciro Gomes, e disse:

“É fácil fazer campanha, sem responsabilidade”.

O presidente enfatizou que, no cargo, não existem soluções mágicas.

Ele apontou uma série de problemas de governabilidade, como a dívida deixada por governos anteriores, e o aparelhamento das instituições.

O presidente lembrou que já entregou mais títulos de propriedade que Temer, Dilma, Lula e FHC juntos, e questionou:

“Já repararam que diminuiu as invasões do MST?”.

Bolsonaro explicou que acabou com o dinheiro de ONGs para o MST, facilitou a compra de armas pelos CACs, modificou a postura dos órgãos ambientais em relação a multas, e parou a demarcação de terras indígenas e quilombos.

O presidente acrescentou:

“Se você pegar o mapa do Brasil, se você vê reserva indígena, quilombola, você vai cair para trás. (...) A reserva ianomâmi é duas vezes o estado do RJ, para 9 mil índios. Agora, é a terra mais rica do mundo. Nada foi demarcado por acaso!”.

Veja o vídeo:

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou a desmonetização do Jornal da Cidade Online.

Um ato de Censura Prévia. Um atentado a liberdade de expressão.

Uma decisão sem fundamento, sem qualquer intimação e sem o devido processo legal.

Precisamos da ajuda de todos os patriotas.

Faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da destemida Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Cada colaboração é importante para que a verdade prevaleça!

Faça também a sua doação pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

Contamos com você!

da Redação
Ler comentários e comentar