Justiça Trabalhista interfere no executivo e afasta Sérgio Camargo da gestão de servidores da Fundação Palmares

Ler na área do assinante

Nesta segunda-feira, 11, o presidente da Fundação Cultural Palmares, Sérgio Camargo, foi afastado da gestão pessoal da instituição.

A Justiça do Trabalho de Brasília atendeu a um pedido do Ministério Público, segundo o qual, Camargo teria assediado moralmente funcionários da instituição e cometido perseguição ideológica e discriminação.

Ele nega e disse que vai recorrer da decisão.

"Os três patetas, liderados pelo barrigudo, uma ratazana repulsiva, não conseguiram o que queriam: me tirar do cargo.
A Palmares recorrerá da decisão que me afasta da gestão de pessoal.
Fui suspenso por três meses após a posse. Dessa vez, são traíras da direita. Vencerei de novo!", disse Sérgio Camargo.

Com o afastamento, Camargo fica impedido de nomear, exonerar, transferir servidores ou mesmo contratar empresas terceirizadas.

O jornalista afirma ser “negro de direita, contrário ao vitimismo e politicamente correto”.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou a desmonetização do Jornal da Cidade Online.

Um ato de Censura Prévia. Um atentado a liberdade de expressão.

Uma decisão sem fundamento, sem qualquer intimação e sem o devido processo legal.

Precisamos da ajuda de todos os patriotas.

Faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da destemida Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Cada colaboração é importante para que a verdade prevaleça! Faça também a sua doação pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

Contamos com você!

da Redação
Ler comentários e comentar