O maior impacto da confissão do marqueteiro e de Dona Xepa

Registre-se: o maior impacto da confissão de João Santana e Dona Xepa ao juiz federal Sérgio Moro não é sobre o impeachment de Dilma Rousseff ou sobre as investigações da Operação Lava Jato.


Ao reconhecer que dezenas de milhões de Reais utilizados pela campanha PT-PMDB nas Eleições 2010 e 2014 tinham origem na roubalheira institucionalizada no Governo Federal, na Caixa e na Petrobras, os marqueteiros acertam um tirambaço no presidente interino Michel Temer.

A maior relevância da confissão é para o processo de cassação da chapa Dilma-Temer, que aguarda julgamento pelo plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), atualmente presidido pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, que pretende empurrar isso até o ano de 2325.

Noutras palavras, o governo Temer só sobrevive se faltar vergonha na cara nos ministros do TSE e a chapa for absolvida, o que não seria novidade no Brasil. Cumpra-se

Helder Caldeira

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Política