Renan “traiu” o G7

Ler na área do assinante

A própria mídia agonizante, que tentou insanamente transformar o senador Renan Calheiros num “homem de bem”, "preocupado com o país e com a pandemia", revela o “tiro no pé” na reta final da malfadada CPI.

“Renan Calheiros descumpriu a promessa de submeter primeiro aos colegas de CPI o conteúdo do relatório final da investigação. Ao vazar, no fim de semana, trechos para a imprensa, o relator da CPI da Covid deflagrou uma briga interna, que levou ao adiamento da leitura do documento”, diz o site O Antagonista.

O Globo, por sua vez, revela que a discussão começou no WhatsApp dos senadores e o mais indignado seria justamente o presidente, Omar Aziz.

“Acusando Renan de não cumprir o que promete, Aziz disse que não votaria o relatório sem discussão prévia. O documento tem mais de mil páginas e será discutido numa reunião do G7 nesta segunda-feira (18) à noite.”

O jornal ainda revela que Renan “quer capitalizar politicamente o último momento de exposição na CPI da Covid incluindo crimes que não se sustentam”.

Na realidade, nada se sustenta. A CPI é uma vergonha e o povo percebeu o seu caráter político, ideológico e nefasto.

da Redação
Ler comentários e comentar