PF amanhece na casa de governador e STJ determina o afastamento

Ler na área do assinante

Acusado de obstruir investigações, o governador do Tocantins, Mauro Carlesse (PSL), foi acordado na manhã desta quarta-feira (20), pela Polícia Federal.

“Os inquéritos, que tramitaram sob sigilo na Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ), indicaram a presença de indícios do pagamento de vantagens indevidas ligadas ao Plano de Saúde dos Servidores do Tocantins e a presença de uma estrutura para lavagem de ativos”, diz nota emitida pelo STJ.

As investigações reuniram um vasto material demonstrando um complexo aparelhamento da estrutura estatal para a prática criminosa.

E complementa a nota do tribunal:

“Além da obtenção de novas provas, as operações buscam interromper a continuidade das ações criminosas, identificar e recuperar ativos frutos dos desvios, resguardar a aplicação da lei penal, a segurança de testemunhas e a retomada das Instituições Públicas.”

O STJ também determinou o afastamento do governador do Tocantins, por 6 meses.

da Redação
Ler comentários e comentar