CPI chega ao fim sem investigar quem deveria, e protegendo quem trouxe a "morte" para o país (veja o vídeo)

Ler na área do assinante
"A CPI encerra junto com a esperança dos brasileiros de ver a justiça sendo feita, sobretudo em estados onde há não apenas indícios, mas provas de desvios de recursos destinados a pandemia. Quantas vidas perdemos em consequência desses roubos? A depender do G7, jamais saberemos!"

Com esta frase e um vídeo com a entrevista coletiva publicados em suas redes sociais, o senador Marcos Rogério (DEM-RO) lamentou que, após tantos meses de trabalho, a CPI tenha chegado ao fim sem seu principal objetivo, que era a busca e investigação de casos reais de desvios, corrupção e práticas ilegais no âmbito do combate à pandemia no Brasil.

O senador, ao lado dos colegas parlamentares - senadores Eduardo Girão, Luis Carlos Heinze e Jorginho Mello - que, junto com ele, tentaram, com dezenas de requerimentos, trazer à luz casos como o dos desvios de R$ 48 milhões na compra de respiradores (que jamais foram entregues) pelo Consórcio Nordeste, e ainda de muitos outros que já são fruto de investigação policial e de inquéritos e processos no âmbito do ministério público, lamentou o desvio de finalidade do colegiado, utilizado para perseguir o presidente Bolsonaro, já visando a disputa eleitoral de 2022.

Uma CPI que acobertou e deixou de interrogar bandidos e corruptos, para perseguir e destruir inocentes.

Uma CPI “com a cara” de quem a comandou!

Veja o vídeo:

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou a desmonetização do Jornal da Cidade Online.

Um ato de Censura Prévia. Um atentado a liberdade de expressão.

Uma decisão sem fundamento, sem qualquer intimação e sem o devido processo legal.

Precisamos da ajuda de todos os patriotas.

Faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da destemida Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Cada colaboração é importante para que a verdade prevaleça!

Faça também a sua doação pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

Contamos com você!

da Redação
Ler comentários e comentar