Trans é perseguida por estar com a camisa do Bolsonaro

Ler na área do assinante

A esquerda tenta cooptar as ditas “minorias” e, quando não consegue, ataca de forma violenta aqueles que ousam pensar livremente.

Foi o caso da Trans de Direita (ela prefere não dizer seu nome verdadeiro, para se proteger), que relata como quase foi agredida por simplesmente estar com uma camisa estampada com o rosto do presidente Bolsonaro.

“Já sofri bastante preconceito da comunidade LGBT+, pelo fato de pensar diferente e ter opiniões contrárias dos mesmos, principalmente em algumas lutas”, disse a Trans, que chegou a ser ameaçada com um estilete.

Quer saber todos os detalhes dessa história?

Acesse agora a 59ª Edição da Revista A Verdade!

Está imperdível!

Veja a capa da 59ª Edição:

Para ler, é fundamental que você leitor do Jornal da Cidade Online faça a sua assinatura.

Com isso estará atingindo dois objetivos:

- O acesso a um farto e qualificado conteúdo jornalístico.
- A decisiva colaboração para que o JCO continue se mantendo e sobrevivendo com absoluta independência.

Assine:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar