A 1ª vergonha internacional da Rio 2016: Delegações abandonam e detonam a Vila que custou R$ 3 bi

Mesmo antes do início dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, o Brasil assiste com absoluta indignação a primeira vergonha proporcionada pelos organizadores do evento.


Inúmeras delegações que tiveram a oportunidade de conhecer às instalações da Vila Olímpica, abandonaram e condenaram o local.

Problemas como entupimento, vazamento e curto, estão sendo comum na vila, que pelo tempo de preparação e investimentos realizados, deveria funcionar de maneira impecável.

A delegação da Austrália foi a primeira a abandonar o imenso conglomerado de prédios e procurar abrigo em um hotel. Depois, vieram reclamações de argentinos, espanhóis, quenianos, Holandeses, americanos, Italianos e suecos.

Alguns atletas da delegação da Suécia, abandonaram o local de táxi, na noite desta segunda-feira (25).

Diante da imensidão de problemas, a vila foi tomada por uma infinidade de eletricistas, encanadores e faxineiros, todos na base da extrema correria para tentar ajeitar o que já deveria estar pronto há muito tempo.

O Comitê Olímpico da Austrália classificou a Vila como ‘inabitável’. A reclamação foi motivo de deboche do desqualificado prefeito Eduardo Paes (veja aqui).

O problema, evidentemente, virou assunto na imprensa internacional.

O detalhe é que a Vila Olímpica custou R$ 3 bilhões e foi construída pela Carvalho Hosken e Odebrecht, com recursos da Caixa.

Tentem imaginar o que não rolou de propina...

da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Esportes