Eduardo Paes, debochado e metido a esperto, consegue unanimidade na redes sociais

O que poucos entendem e só o carioca pode explicar, é como que o ex-figurante de novelas da Rede Globo, Eduardo Paes, conseguiu tantas vitórias eleitorais no Rio de Janeiro.


Cria do ex-prefeito César Maia, Paes iniciou sua carreira política como integrante da ‘Juventude Cesar Maia’, em 1990.

Com apoio do padrinho, foi eleito vereador em 1996, como campeão de votos do Rio de Janeiro.

Dois anos depois, em 1998, foi eleito deputado federal com 117 mil votos.

Em 2002, rompeu com Cesar Maia e reelegeu-se deputado federal, com 186 mil votos.

Na sequência, em 2006, sofreu sua única derrota eleitoral. Perdeu a eleição de governador para Sérgio Cabral Filho, de quem viria na sequência se tornar parceiro incondicional. A dupla aprontou bastante...

Assim, com apoio de Cabral, foi eleito prefeito em 2008, no 2º turno, após uma acirrada disputa com Fernando Gabeira. E reeleito prefeito no 1º turno com 64% dos votos em 2012, cargo que deixa no final deste ano.

Finalmente, nos dias atuais, como anfitrião dos Jogos Olímpicos, tem dia-a-dia, proporcionado uma série de episódios grotescos, desrespeitosos e bizarros, o que tem lhe proporcionado a unanimidade nas redes sociais, no sentido de angariar uma antipatia generalizada, dando margem a uma enorme campanha virtual contra as suas bizarrices e atitudes desconexas e sem sentido.

Pretende concorrer ao Governo do Estado em 2018.

Será que após um eventual fiasco olímpico, terá alguma chance?   

da Redação

da Redação

Comentários

Mais em Política