Turquia, pós golpe, a qual Dilma comparou o impeachment, fecha jornais, emissoras de TV e rádios

De fato, não é segredo que a intenção do PT sempre foi a obtenção do absoluto controle de todas as mídias. Felizmente, não tiveram força para tanto.


Tal pretensão, durante os 13 anos do partido à frente do governo, sempre era colocada à discussão, suavizada por expressões como ‘Controle Social da Mídia’, ‘Regulação dos Meios de Comuni­ca­ção’ e ‘Marco Regulatório para a Comunicação’, que na verdade mascaravam o desejo do PT de censurar a imprensa e domá-la a seu bel-prazer.

Presentemente, a presidente afastada Dilma Rousseff, em um de seus costumeiros devaneios, comparou seu processo de impeachment com a tentativa de golpe na Turquia.

Eis que agora o mundo é surpreendido com a investida do governo turco contra a imprensa.

Dezenas de jornais, revistas, emissoras de televisão e rádio, foram fechados e 47 jornalistas foram presos.

A ordem é: quem falar mal do governo 'eleito democraticamente' vai preso.

A ofensiva foi anunciada pelo Diário Oficial turco, justificando, para tanto, a tentativa de golpe militar de 15 de julho.

A iniciativa macabra era, sem dúvida, o sonho de consumo petista.

da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Internacional