Após carta explosiva de Jefferson, presidente em exercício do PTB divulga aúdio (ouça o áudio)

Ler na área do assinante

Nesta quarta-feira (20), vazou uma carta do Presidente Nacional do PTB, Roberto Jefferson, que está preso em Bangu 8, criticando a postura de Bolsonaro por estar escolhendo o PP ou o PL como seu partido para disputar as eleições de 2022.

A carta surpreendeu todo o Brasil.

E também, surpreendeu a presidente em exercício do PTB, Graciela Nienow.

Antes de ser preso, Bob Jeff havia passado a orientação de manter fidelidade e apoio incondicional ao Presidente Bolsonaro.

Roberto Jefferson está preso há mais de 70 dias e tem sofrido muito com problemas de saúde, desde então.

Em uma “carta desabafo”, ele se disse decepcionado com a falta de postura de Bolsonaro após o 7 de setembro, quando, segundo ele, o Presidente deveria ter “peitado o sistema”.

Decepcionado ao ver Bolsonaro sendo atraído por dois partidos com velhas raposas, o PL de Waldemar Costa Neto e o PP de Ciro Nogueira, Bob Jeff parece ter “jogado a toalha”.

Com chances remotas de contar com Bolsonaro na sigla em 2022, Bob Jeff ordena que o advogado do partido entregue essa carta a Mourão, convidando-o para ser o candidato a Presidente da República pelo PTB em 2022.

Ainda perplexa, Graciela Nienow disse que vai procurar falar com Roberto Jefferson para entender seu posicionamento.

Terá sido um desabafo? Seria algo definitivo? Foi algo planejado ou seria um desabafo impulsivo de um prisioneiro angustiado com o isolamento do cárcere?

A resposta só o tempo dirá.

Foto de Emílio Kerber Filho

Emílio Kerber Filho

Escritor. Jornalista. Autor do livro "O Mito - Os bastidores do Alvorada" e "O Mito II - O inimigo agora é outro".

Ler comentários e comentar