Exame reconhece que fez "fake news", altera reportagem e isenta Bolsonaro (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Jair Bolsonaro apresentou uma retratação feita pela revista Exame, sobre uma matéria publicada pela mesma e repercutida por ele, em sua live da quinta-feira retrasada (21), que acabou levando à retirada do vídeo do ar, sob a acusação de fake news.

A reportagem da Exame foi publicada em 20 de outubro de 2020 com o título “Algumas vacinas contra a covid-19 podem aumentar o risco de HIV”, e tinha como base um estudo da respeitada revista científica The Lancet, também de outubro de 2020.

No último domingo (24), a Exame reconheceu que havia publicado o conteúdo e induzido ao erro e, desde então, já fez quatro alterações no conteúdo original e também no título, como mostra esta reportagem do site Poder 360.

Mesmo sob ataques da velha mídia, Bolsonaro reconheceu a retratação e elogiou a iniciativa da Exame, em sua em sua última live, na quinta-feira (28), “colocando uma pedra” sobre o assunto.

O fato, entretanto, leva a pensar sobre o motivo que levou o presidente a ser acusado de fake news por ter repercutido uma reportagem, sendo que a mesma, publicada e disponível para quem quisesse ler, por um ano inteiro(!), conseguiu passar isenta da análise dos “checadores”.

Veja o vídeo:

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou a desmonetização do Jornal da Cidade Online.

Um ato de Censura Prévia. Um atentado a liberdade de expressão.

Uma decisão sem fundamento, sem qualquer intimação e sem o devido processo legal.

Precisamos da ajuda de todos os patriotas.

Faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da destemida Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Cada colaboração é importante para que a verdade prevaleça!

Faça também a sua doação pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

Contamos com você!

da Redação
Ler comentários e comentar