Villa, o professor historiador “pira de vez” e vê “crime” até na escolha da bebida de Bolsonaro (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

O decadente e quase esquecido professor Marco Antonio Villa, parece que perdeu mesmo a noção de realidade em sua sanha por conseguir algo para atacar o presidente Jair Bolsonaro.

A última que tem circulado nas redes, é uma fala do historiador, de apenas 17 segundos, na qual ele surge em um misto de fala estridente com uma risada estilo “halloween”, repercutindo uma matéria publicada pela Folha de São Paulo, que diz (obviamente de forma acusatória) que Bolsonaro preferiu tomar um refrigerante, ao invés de café, em um dos passeios que fez pelas ruas de Roma, onde esteve neste final de semana para o encontro do G20.

“Ele chegou ao cumulo, esse homem, esse criminoso, de entrar lá onde vende salame e se recusou a tomar café, e foi tomar Coca Cola”, diz Villa visivelmente descontrolado.

Difícil saber quem está mais próximo do desespero ou mesmo das raias da loucura. A Folha, que chega ao absurdo de transformar em matéria recriminatória, o fato de Bolsonaro ter preferido tomar um refrigerante, ou o professor “metido a analista político” que usa esse tipo de assunto sem qualquer relevância para “pirar” diante das câmeras.

Bolsonaro acaba de cometer um novo crime, tornando-se um “cocacolatra”!

Haja paciência, para tanto lixo na mídia extrema.

Veja o vídeo:

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou a desmonetização do Jornal da Cidade Online.

Um ato de Censura Prévia. Um atentado a liberdade de expressão.

Uma decisão sem fundamento, sem qualquer intimação e sem o devido processo legal.

Precisamos da ajuda de todos os patriotas.

Faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da destemida Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Cada colaboração é importante para que a verdade prevaleça!

Faça também a sua doação pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

Contamos com você!

da Redação
Ler comentários e comentar