URGENTE: Vaza áudio e surge o verdadeiro motivo da demissão de Maurício Souza

Ler na área do assinante

Em áudio vazado pelo portal UOL, diretor de Vôlei do Minas Tênis Clube, Elói Lacerda de Oliveira disse:

“O jogador (Maurício Souza) não foi demitido por homofobia, mas pelo clube ter sido obrigado a dispensa-lo para proteger o clube e o jogador”.

O diretor também afirmou que Mauricio recebeu seus salários integrais até maio de 2022, quando seu contrato se encerraria.

Elói continuou, se referindo à parte do movimento LGBTQIA+:

“Essas comunidades radicais, elas são ativas. Eles foram na presidência da Melita na Alemanha, eles foram na Fiat em Betim, lá na Itália, tá certo? E nós ficamos literalmente rendidos (...) porque haviam milhares de manifestações contra o Minas, contra o Maurício”.

Maurício não deve ficar desempregado por muito tempo, ele já tem propostas de equipes brasileiras e do exterior para voltar a jogar.

Neste sábado, um grupo de sócios do Minas Tênis foi em frente a entrada do clube com mensagens de apoio à Maurício e críticas à diretoria do clube. Uma faixa erguida por eles dizia “Não à Ditadura Ideológica”.

E agora, a Fiat e Gerdau – patrocinadoras do Minas Tênis – tem sido inundadas com mensagens falando em boicote às empresas e apontando o ataque à liberdade de expressão.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou a desmonetização do Jornal da Cidade Online.

Um ato de Censura Prévia. Um atentado a liberdade de expressão.

Uma decisão sem fundamento, sem qualquer intimação e sem o devido processo legal.

Precisamos da ajuda de todos os patriotas.

Faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da destemida Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Cada colaboração é importante para que a verdade prevaleça!

Faça também a sua doação pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

Contamos com você!

Fonte: UOL

da Redação
Ler comentários e comentar