Deltan deixa o MPF e Aras revela "absurdos" (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

O procurador-geral da República, Augusto Aras, afirmou à Revista Veja, após o pedido de demissão de Deltan Dallagnol, que “o Estado é mantido por meio de uma ordem jurídica estabelecida na Constituição e o combate à corrupção exige respeito ao devido processo legal".

"Este é o preço cobrado pelo processo civilizatório que elevou ao mais alto patamar o princípio da dignidade humana. Quem se habilita ao serviço público tem o dever de servir aos seus concidadãos”.

E as declarações, com o alvo bem claro, prosseguiram:

“O Ministério Público Federal tem quase 1200 membros, constituindo uma unidade institucional. Dessa forma, todos os membros, indistintamente, têm respeitada a dignidade pessoal e funcional, podendo fazer opção própria.
A Constituição Federal estabelece a impessoalidade dentre os princípios constitucionais da administração pública, de forma a manter a igualdade entre todos eles”, disse.

Basicamente o procurador geral da República lembrou a Dallagnol que ele não é melhor que nenhum de seus colegas de Ministério Público só porque obteve mais visibilidade.

Fica a lição que Sérgio Moro aprendeu a duras penas. Claro que todos devemos combater a corrupção, mas sem se deixar ser consumido pela vaidade, como aconteceu com o ex-magistrado paranaense.

Confira:

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou a desmonetização do Jornal da Cidade Online.

Um ato de Censura Prévia. Um atentado a liberdade de expressão.

Uma decisão sem fundamento, sem qualquer intimação e sem o devido processo legal.

Precisamos da ajuda de todos os patriotas.

Faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da destemida Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Cada colaboração é importante para que a verdade prevaleça!

Faça também a sua doação pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

Contamos com você!

da Redação
Ler comentários e comentar