Câmara do Chile aprova e presidente Piñera deve ser cassado

Ler na área do assinante

Foi aprovado, hoje, a abertura de impeachment do presidente chileno Sebastia Piñera, na Câmara dos Deputados do Chile, após um debate de várias horas.

A justificativa seria seu vínculo com a venda de uma empresa mineradora, a Dominga, nas Ilhas Virgens, um paraíso fiscal. O caso foi revelado no conjunto de reportagens chamado de Pandora Papers.

Os parlamentares conseguiram reunir os 78 votos necessários para que a acusação avance ao Senado. A acusação constitucional, como é conhecido no Chile este recurso que busca a destituição do presidente Piñera - que está na reta final de seu segundo mandato, iniciado em março de 2018 -, foi apresentada na primeira semana de outubro pela oposição socialista e de esquerda ao governo.

O deputado socialista Jaime Naranjo discursou por 15 horas (fazendo inveja aos longos discursos de Fidel Castro), enquanto lia as 1.300 páginas da acusação para defender o impeachment contra o presidente.

A verdade concreta é que a crise no Chile se arrasta desde 2019 e o presidente Piñera perdeu a sustentação política.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou a desmonetização do Jornal da Cidade Online.

Um ato de Censura Prévia. Um atentado a liberdade de expressão.

Uma decisão sem fundamento, sem qualquer intimação e sem o devido processo legal.

Precisamos da ajuda de todos os patriotas.

Faça a sua assinatura e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da destemida Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Cada colaboração é importante para que a verdade prevaleça!

Faça também a sua doação pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

Contamos com você!

da Redação
Ler comentários e comentar