Por decisão unânime do TCU, “denúncia falsa” de Randolfe contra Bolsonaro vai para a “lata de lixo”

Ler na área do assinante

Uma denúncia irresponsável de autoria do senador Randolfe Rodrigues, protocolada no Tribunal de Contas da União (TCU), acusava o presidente Jair Bolsonaro de ter utilizado recursos públicos na aquisição de ‘carnes nobres’ para um churrasco na residência oficial.

Na época, por ocasião da comemoração do Dia das Mães, a velha mídia fez o maior estardalhaço, que foi repercutido pela ‘esquerdalha’ nas redes sociais, como se as tais 'carnes nobres' tivessem sido compradas com recursos públicos, a R$ 1.800,00 o quilo.

A decisão unânime do TCU, após a efetivação de diligências, concluiu que “as carnes servidas na ocasião foram doadas, não tendo havido, pois, custos para o erário”.

Além disso, a documentação apresentada pelo senador sequer foi conhecida como representação, pois não atendeu aos requisitos mínimos de admissibilidade, sendo arquivada sumariamente.

Randolfe, caso tenha um mínimo de decência, deveria pedir desculpas a Bolsonaro, vez que acionou a máquina pública com interesses meramente eleitoreiros, mesmo sabendo da absoluta inocência do Presidente da República.

Por outro lado, provavelmente a velha mídia não vai repercutir a verdade, ou, pelo menos, não vai dar a mesma relevância que deu a falsa denúncia.

Portanto, para desmoralizar ainda mais esse senador, que agiu de maneira irresponsável e difamatória, vamos compartilhar a notícia com o maior número de pessoas possível.

da Redação
Ler comentários e comentar