Quem está por trás do novo cangaço que ameaça o Brasil? (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Ataques promovidos em bando, e com alvos direcionados, reféns e execuções de testemunhas quando necessário, poder de fogo... sim... muito poder de fogo.

Isso tudo se encaixa com perfeição no modus operandi do criminoso pernambucano Virgulino Ferreirra da Silva, o Lampião, que ganhou seu apelido por promover assaltos e saques nas décadas de 1920 e 1930 pelo interior nordestino...

A prática não é nova, mas os recentes – e misteriosos – ataques promovidos por gangues no interior do país voltaram a intrigar os brasileiros sobre os métodos – e reais objetivos – dos gângsteres descritos por especialistas como personagens do Novo Cangaço.

Ataques violentos ocorreram nas cidades de Araçatuba, em São Paulo, Criciúma, em Santa Catarina, e Cametá, no Pará.

Uma quadrilha foi desbaratada em Varginha, em Minas Gerais, antes de praticar o assalto – 26 bandidos morreram e a oposição reclamou, porque nenhum policial perdeu a vida...

Comenta-se a boca pequena nos bastidores da lei, que o grande objetivo dos saques promovidos pelos cangaceiros do século 21 seria alimentar partidos políticos e membros do narcotráfico.

Confira:

O Jornal da Cidade Online está sendo vítima da Censura.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou a desmonetização do site.

Um ato cruel... Um "tapa na cara" da democracia.

Neste momento, onde estamos assistindo a liberdade de expressão ser devastada e conservadores sendo calados, precisamos da ajuda de todos os patriotas...

Faça a assinatura do JCO agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da destemida Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Lançamos também uma loja virtual com camisetas, bandeiras e faixas (Todos com FRETE GRÁTIS).

Ajude-nos! Compre no Shopping Conservador:

https://www.realiser.com.br/

Caso queira, doe qualquer valor ao Jornal da Cidade Online pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

da Redação
Ler comentários e comentar